- Atualizada em 17/11/2016 16:18

Exposição e livro marcam os 100 anos da Liga da Defesa Nacional

Estudantes de nove escolas públicas de Porto Alegre mostram trabalhos na Câmara.

  • Exposição Brasilidades
    A mostra pode ser visitada até o dia 30 no térreo do Legislativo(Foto: Ederson Nunes/CMPA)
  • Exposição Brasilidades
    O poeta Olavo Bilac foi um dos fundadores da Liga(Foto: Ederson Nunes/CMPA)

Trabalhos de alunos de nove escolas públicas de Porto Alegre estão reunidos na exposição Brasilidade, montada no térreo da Câmara Municipal para homenagear o centenário da Liga da Defesa Nacional (LDN). Na abertura oficial da mostra, nesta quarta-feira (16/11), foi lançado o livro A História da Liga da Defesa Nacional, de autoria de Júlio Cézar Benites, Marco Elias Dangui Pinheiro e Luiz Ernani Caminha Giorgis. O evento também celebra os 194 anos da Proclamação da Independência do Brasil.

As colagens, as pinturas e os desenhos criados pelas crianças e adolescentes expressam a visão dos estudantes sobre os símbolos da pátria (a Bandeira, o Hino, o Brasão e o Selo nacionais), conceitos como cidadania, civismo e identidade cultural e sobre a natureza brasileira. Acompanham fotos de animais e plantas representativos do país, como o tucano, a onça-pintada, o jacaré-de-papo-amarelo, a arara, a vitória-régia, o pau-brasil e os frutos do guaraná, e de eventos promovidos pelos LDN.

Participam da exposição as seguintes escolas: Antônio Giudice, Presidente João Belchior Marques Goulart, Salgado Filho, Custódio de Melo, Vila Monte Cristo, Rafaela Remião e Alceu Wamosy, além do Jardim de Praça Meu Amiguinho e do Colégio Tiradentes (da Brigada Militar).

A exposição pode ser visitada até o dia 30 de novembro, das 8h30min às 18 horas, de segunda a sexta-feira, na Avenida Loureiro da Silva, 255, com entrada gratuita. Apoio da vereadora suplente Mônica Leal (PP), do Memorial da Câmara Municipal de Porto Alegre e das secretarias de Educação do Município e do Estado. Informações: (51) 3220-4318.

A LDN

A Liga da Defesa Nacional foi criada em 1916 pelo poeta parnasiano Olavo Bilac, autor do Hino da Bandeira, por Miguel Calmon e Pedro Lessa como expressão dos movimentos nacionalistas que surgiram no Brasil com a eclosão da I Guerra Mundial (1914-1918). A entidade trabalhou para instituir o serviço militar obrigatório, cultivar os valores cívicos, incentivar a participação política, o exercício do voto obrigatório e a instrução pública primária, secundária e superior. A LDN mobilizou o meio jurídico e setores das classes política e profissionais, notadamente do ensino, do povo em geral e do meio estudantil superior. 

Atualmente, entre as atividades da Liga, destacam-se a Corrida do Fogo Simbólico da Pátria, a exposição Brasilidade, a Caminhada do Dia da Bandeira, a homenagem ao Dia do Reservista e a entrega da Comenda da Ordem do Mérito Cívico. A LDN também promove desfiles comemorativos nas datas cívicas e todos os atos ligados ao civismo e ao patriotismo. No Rio Grande do Sul, a LDN é presidida por Júlio Cézar Benites Teixeira.

Texto: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)*
Edição: Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)

* Histórico com informações da LDN