Plenário

Legislativo manifesta apoio aos alunos e professores dos Neejas

Vereadora Sofia Cavedon
Vereadora Sofia Cavedon (PT), proponente da moção(Foto: Ederson Nunes/CMPA)

A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou, nesta quarta-feira (23/5), moção de solidariedade a estudantes, professoras e professores dos Núcleos Estaduais de Educação de Jovens e Adultos (Neejas), vinculados à Secretaria de Estado da Educação, "que lutam pela manutenção da Educação de Jovens e Adultos", bem como a estudantes, professores e professoras da Emef Wenceslau Fontoura, "que solicitam a reabertura da EJA".

Proponente da moção, a vereadora Sofia Cavedon (PT) justifica que, entre as propostas do governo do Estado, está a redução da carga horária dos professores especializados e a mistura de diferentes etapas de aprendizagem em um mesma sala de aula. "Ressaltamos que os Neejas atendem a um público que não conseguiu concluir o ensino regular e que busca, na Educação de Jovens e Adultos, uma alternativa para a conclusão do processo de escolarização. Portanto, qualquer comprometimento do processo de aprendizagem vai acarretar a interrupção dos estudos e a evasão escolar." Em relação à Emef Wenceslau Fontoura, diz Sofia, a Smed não abriu matrículas para EJA neste ano.

Texto: Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)
Edição: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)