Plenário

Sessão Ordinária / Lideranças

Movimentação de plenário.
Vereadores em Plenário na sessão desta quarta-feira(Foto: Tonico Alvares/CMPA)

Nesta quarta-feira (11/9), vereadoras e vereadores da Câmara Municipal de Porto Alegre abordaram os seguintes assuntos, no período de Lideranças, durante a sessão ordinária:

NAVEGADOR – Adeli Sell (PT) relatou encontro casual tido durante o almoço, no Mercado Público, com o navegador e aventureiro Amyr Klink. Na oportunidade, como relatou, Klink revelou seu interesse em construir uma marina em Porto Alegre. “É um navegador e empreendedor de primeira grandeza”, disse Adeli. “No Rio de Janeiro, a marina dele emprega cerca de 900 pessoas”, revelou ainda. O vereador também disse ser este 11 de setembro um dia triste na história da humanidade por, nesta data, em 1973, ter sido instalada uma ditadura no Chile, com a  morte do então presidente Salvador Allende, e, em 2001, pelo atentado às Torres Gêmeas em Nova York, onde morreram milhares de pessoas. (HP)

REDENÇÃO – Felipe Camozzato (Novo) comentou repercussão tida por projeto de lei de sua autoria, que propõe a revogação de lei que impede construções no Parque Farroupilha, também conhecido como Parque da Redenção. Como explicou, a proposta visa possibilitar a atualização de equipamentos públicos neste local, para torná-lo ainda mais atrativo. A legislação atual impede mesmo a construção de banheiros públicos na Redenção, lembrou o vereador, além de fraldários, vestiários ou outros equipamentos de interesse da população. “Também temos a preocupação de preservar o parque”, afirmou ao salientar que sua proposta visa apenas retirar um entrave burocrático que “no passado teve um fim justificado, e no presente carece de serventia”. (HP)

FRANCISCO – Idenir Cecchim (MDB) disse que estava disposto a ler ao plenário, na tarde desta quarta-feira, não um discurso, mas a Oração de São Francisco. “Estamos precisando de algumas coisas que ele dizia: Onde há ódio que reine o amor, onde há guerra que reine a paz”. E completou: “A Câmara Municipal está precisando de muitos ‘sãos franciscos’, de pessoas que preguem a paz, o amor, que deixem disputas pessoais de lado”. O vereador também destacou homenagem realizada na noite de terça-feira no Legislativo da capital ao compositor, músico e tradicionalista Elton Saldanha. “Ele capitaneia os Cavaleiros da Paz, viajando por todo o mundo, levando o nome do Rio Grande do Sul e nossas tradições”. (HP)

BANCAS – Clàudio Janta (SD) afirmou ser necessário incluir em licitação prevista para equipamentos públicos, as bancas de jornais e de chaveiros. Estes dois tipos de facilidades foram deixados de fora da previsão de renovação do mobiliário urbano que está sendo projetada pelo Executivo. Para o vereador, muitos destes locais servem apenas para expor publicidade, além de vários não comercializarem aquilo ao qual estão destinados: “Vendem bolsas e outros artefatos, menos revistas e jornais”. Conforme disse ainda Janta, muitas bancas estão transformadas em outdoors publicitários, além de estarem instaladas em locais impróprios, ou não obedecerem a legislação no que diz respeito, por exemplo, ao trânsito de bombeiros. (HP)

ACOLHIMENTO - Karen Santos (PSol) comentou a audiência pública que ocorreu na manhã desta quarta-feira (11/9), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Disse se tratar de uma discussão sobre a rede de acolhimento e proteção às mulheres vítimas de violência no município. Como parte disso, lamentou que existam só três casas de acolhimento em Porto Alegre: Casa Lilás, Ocupação Mulheres Mirabal e Vila Maria. Sendo que, de acordo com ela, “a Vila Maria está na Secretaria de Saúde e querem realocar ela enquanto, na verdade, a violência é uma questão de saúde pública”. Portanto, "na figura de procuradora da mulher do Legislativo da capital, convoco a todos para, amanhã (12/9), às 16 horas, recebermos representantes das casas de acolhimento e tratarmos do assunto, pois só crescem os números de violência”. (BSM)

REVITALIZAÇÃO - Mauro Pinheiro (Rede) relatou que, na manhã desta quarta-feira (11/9), ele, o prefeito Nelson Marchezan Júnior, secretários municipais e os vereadores Cláudio Conceição (DEM) e Professor Wambert (Pros) visitaram as obras da praça Antônio Cândido de Menezes, no bairro Sarandi, zona Norte de Porto Alegre. “O governo fechou um contrato de R$ 24,8 milhões com uma empresa privada, a qual está terceirizando o serviço de revitalização das praças. E acho que já é a quarta praça que iniciam as obras de revitalização”, falou Pinheiro. Para o parlamentar, quando este mesmo serviço estava nas mãos dos servidores municipais, “tínhamos poucos recursos, o trabalho era feito de forma precária e demorava muito tempo”. (BSM)

DEMOCRACIA - “Vou fazer um registro que apunhala tudo o que acreditamos como princípios democráticos”, introduziu Alex Fraga (PSol). No momento, o parlamentar repudiou a fala de Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, que disse: “Por vias democráticas, a transformação que o Brasil quer, não acontecerá na velocidade que almejamos”. O psolista também enfatizou que isso foi um “ataque à democracia e à população”. Por fim, sublinhou a sua preocupação, lamentou a “grande polarização vivida na sociedade” e conclui a expressão de Carlos Bolsonaro como uma “ameaça à liberdade do povo de decidir seus rumos”. (BSM)

Texto

Helio Panzenhagen (reg. prof. 7154)
Bruna Schlisting Machado (estagiária de Jornalismo)

Edição

Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)