Plenário

Proposta homenageia engenheiro Romano Botin

Movimentação de plenário. Na foto, vereador Nelcir Tessaro.
Vereador Nelcir Tessaro (DEM) é o proponente(Foto: Leonardo Contursi/CMPA)

Tramita, na Câmara Municipal de Porto Alegre, projeto de lei de autoria do vereador Nelcir Tessaro (DEM) que concede o título de Cidadão Emérito de Porto Alegre ao engenheiro Romano Tadeu da Silveira Botin.

O homenageado nasceu em 13 de abril de 1950, em Porto Alegre. Engenheiro civil formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e engenheiro de segurança pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Romano Tadeu da Silveira Botin é pós-graduado em engenharia de telecomunicações e planejamento empresarial. Foi o relator e um dos autores do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Ambiental de Porto Alegre (PDDUA) do Município de Porto Alegre aprovado em 2010.

Ganhou o prêmio de Engenheiro do Ano pela Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul em 2001. Em 2010, foi secretário municipal de transportes e presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Membro também da União Pan-Americana de Engenheiros, participou, durante um longo período, do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul (Crea-RS).

Como presidente da Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul no período de 1999 a 2001, Romano organizou seminários e congressos dentro da entidade para discutir sobre a mobilidade urbana de Porto Alegre e o PDDUA. É bastante conhecido pela comunidade da região do Bairro Moinhos de Vento, onde mora. Foi o projetista da cancha de bocha e responsável pela obra de drenagem no campo de futebol do Parque Moinhos de Vento – Parcão –, atendendo a uma solicitação dos usuários.

Texto

Matheus Lourenço (estagiário de Jornalismo)

Tópicos:Cidadão de Porto AlegreRomano Botin