Plenário

Projeto propõe ampliar espaço de feiras de sábado na José Bonifácio

  • Brique
    Pela legislação atual, bancas só podem ocupar o canteiro central da avenida
  • Vereador José Freitas
    José Freitas (Republicanos) (Foto: Gabriel Ribeiro/CMPA)

A Câmara Municipal de Porto Alegre começou a discutir projeto de lei permitindo que os expositores do Brique de Sábado e da Feira de Artesanato do Sábado, na Avenida José Bonifácio, possam utilizar a faixa de rolamento da via para instalar suas bancas. "Pela legislação atual, os expositores estão autorizados a trabalhar apenas no canteiro central da José Bonifácio, entre a Rua Vieira de Castro e a Avenida João Pessoa", explica o vereador José Freitas (Republicanos), autor da proposta.

Freitas observa que desde o retorno das atividades das feiras de artesanato, em 23 de agosto de 2020, depois de seis meses parados em face do início da pandemia da covid-19, não voltou a funcionar. "Não que não estivesse liberada pelo Poder Público para trabalhar, muito pelo contrário – em um ato inteligente e com um olhar astuto para o empreendedorismo, o gestor da época adaptou as duas feiras para o espaço na Avenida José Bonifácio entre a Rua Vieira de Castro e a Avenida João Pessoa, mas com um detalhe: a ocupação da via de rolamento e o bloqueio da rua para carros, ou seja, espaço suficiente para abrigar muito mais expositores e mais segurança, tanto para os feirantes quanto para os transeuntes." O vereador acrescenta que o sucesso, passado um ano de feira nesses moldes, foi tanto que os artesãos não querem retornar aos moldes antigos e têm o receio de que o Poder Público faça isso após o fim da pandemia.

"Nessa esteira, surgiu o grito da sociedade e a demanda chegou até este gabinete para que encaminhássemos esta proposição, que tem como âmago a manutenção do bloqueio da via de rolamento para que os expositores possam, agora de maneira regular, expor tanto no canteiro central quanto no 'asfalto', como carinhosamente os feirantes chamam a via."

Texto

Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)

Edição

Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)