Presidência

Legislativo da capital segue com trabalhos remotos até final de julho

Mesa Diretora confirmou realização de audiência pública virtual sobre projeto ligado ao Previmpa

Reunião da Mesa Diretora da Câmara.
Reunião virtual entre membros da Mesa e diretores do Legislativo foi realizada nesta sexta-feira(Foto: Leonardo Contursi/CMPA)

Reunião da Mesa Diretora nesta sexta-feira (19/6), realizada de modo virtual no final da manhã, deliberou por unanimidade que o recesso parlamentar de inverno, previsto para 17 a 31 de julho, está suspenso e que a Câmara Municipal de Porto Alegre deverá realizar sessões extraordinárias durante este período, sem qualquer pagamento extraordinário aos vereadores e vereadoras. Outra decisão foi estender o prazo dos trabalhos remotos até o dia 31 julho, quando se encerra oficialmente o semestre.

Além do presidente da Casa, vereador Reginaldo Pujol (DEM), também participaram das discussões virtuais os vereadores João Carlos Nedel (PP), Airto Ferronato (PSB), Lourdes Sprenger (MDB), Márcio Bins Ely (PDT) e Paulo Brum (PTB) e diretores do Legislativo da capital gaúcha. Na oportunidade, Pujol reiterou a importância de se dar ritmo aos trabalhos: “Sobre todos os aspectos esse país e o mundo depois da pandemia terão que absorver muitas coisas. Temos que encarar o novo momento trabalhando com tranquilidade”.

Audiência 

Entre as deliberações do colegiado nesta manhã, foi atendido pedido do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (SIMPA) que solicitou a realização de Audiência Pública para debate, antes da votação de projeto de lei do Executivo que suspende até dezembro o pagamento das contribuições previdenciárias ao Previmpa. Esta audiência deverá ser realizada no dia 14 de julho, a partir das 19 horas, e será feita de forma remota e virtual, nos moldes das atividades que a Câmara Municipal vem realizando. Informações sobre a participação de interessados serão divulgadas oportunamente.

Os vereadores que integram a Mesa Diretora conversaram igualmente sobre as demandas do dia a dia da CMPA e a vigência do novo SDR (Sistema de Deliberação Remota) que possibilita a realização de encontros digitais entre os integrantes das seis comissões do Legislativo. O Sistema viabiliza a realização virtual de sessões plenárias, reuniões de comissões parlamentares e de outros órgãos colegiados durante estados de emergência ou de calamidade que venham a ser decretados na capital gaúcha, e que inviabilizem as atividades parlamentares presenciais.

Texto

Mariana Bertolucci (reg. prof. 8479)

Edição

Helio Panzenhagen (reg. prof. 7154)