Plenário Virtual

Sessão Ordinária / Lideranças

50ª Sessão Ordinária da 4ª Sessão Legislativa Ordinária.  Tribuna Popular, Período de comunicações e ordem do dia. TRIBUNA POPULAR Educandário São João Batista. Presidente Jandira Freire. COMUNICAÇÕES Instituto ViaVida.  Dra. Maria Lucia Elbern
Sessão por videoconferência foi realizada na tarde desta quinta-feira(Foto: Elson Sempé Pedroso/CMPA)

Na sessão plenária remota desta quinta-feira (17/9) da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereadores e vereadoras trataram dos seguintes temas:

TRANSPARÊNCIA - Adeli Sell (PT) voltou a criticar a falta de transparência do Executivo. Disse que após a bancada do PT ingressar com representação no Ministério Público as respostas a pedidos de providência e informações, previstas em lei, estão chegando “em enxurradas, mas com dados diferentes do solicitado”. Destacou que a Secretaria de Parcerias Estratégicas tem projetos vazios, citando como exemplo o processo de licitação do Mercado, interrompido pela Justiça, e outros que deram desertos. O vereador afirmou ainda que o site da prefeitura não permite saber quem são os servidores comissionados e efetivos, "pois tudo está misturado para confundir quem busca a informação". Adeli ainda questionou a contratação da consultoria Gartner pelo governo e defendeu a manutenção pública da Procempa, lembrando que apresentou projeto nesse sentido para garantir o patrimônio de mais de mil km de fibra ótica instaladas. (MG)

EDUCAÇÃO - Comandante Nádia (DEM) parabenizou a organização do Colégio Militar de Porto Alegre que, desde o início da pandemia, manteve atividades remotas, com atendimento exemplar aos estudantes, inclusive com a realização aulas à distância e provas de avaliação. Para ela o modelo serve de referência e lamentou a atitude do governo municipal que atrasou o reinício das aulas que seriam já na próxima semana, para usá-lo como um projeto piloto. Disse que a secretaria municipal não cuidou da Educação dos estudantes da rede Municipal, sem aula desde março e com total falta de organização, e lembrou o fato de até as creches comunitárias terem sido fechadas. Nádia finalizou recordando que os números do IDEB em Porto Alegre demonstram que a cidade ainda está devendo muito aos alunos que dependem do ensino público. (MG)

 

Texto

Milton Gerson (reg.prof. 6539)

Edição

Helio Panzenhagen (reg. prof. 7154)