PLENÁRIO VIRTUAL

Rejeitado veto à abertura da linha de turismo à iniciativa privada

Votação de vetos do Prefeito a projetos do Legislativo
Votação de vetos do Prefeito a projetos do Legislativo(Foto: Elson Sempé Pedroso/CMPA)

Foram  quatro votos a favor e 28  contra o veto total do prefeito. Nelson Marchezan Júnior alegava vício de origem, porque, ao propor normas para a prestação de serviços de utilidade pública em Porto Alegre, a Câmara Municipal estaria invadindo área de competência exclusiva do Poder Executivo. Marchezan destacou, por outro lado, que já tramita internamente na Prefeitura decreto regulamentador dos serviços de transporte turísticos e que deve oferecer o suporte legal para a permissão do serviço. De autoria dos vereadores João Carlos Nedel (PP) e Ricardo Gomes (DEM), o projeto que normatiza a Linha de Turismo na capital havia sido aprovado em dezembro no Legislativo. Confira os pronunciamentos. 

  • Ver. Clàudio Janta (SD)

  • Ver. Felipe Camozzato (NOVO)

  • Ver. Cassiá Carpes (PP)

  • Ver. Lourdes Sprenger (MDB)

  • Ver. João Carlos Nedel (PP)

  • Ver. Engenheiro Comassetto (PT)

  • Ver. Mendes Ribeiro (MDB)

  • Ver. Ricardo Gomes (PP)